Home


Análise de Potencial - Assessment

Entendemos que Potencial se define através do conceito de Capacidade.

Capacidade é a competência que define o escopo - não o conteúdo - do trabalho que uma pessoa pode executar.

Enquanto que conteúdo pode se referir aos conhecimentos e habilidades específicas que uma pessoa precisa ter, o escopo tem a ver com o nível de complexidade do trabalho a ser feito, e que irá requerer uma determinada Capacidade.

Potencial tem a ver, então, com lidar com a complexidade, ou seja com a capacidade que o individuo tem para levar adiante tal trabalho.

O potencial não é algo fixo.

As diferenças aparecem entre as pessoas (independente de sexo e raça).

Nem todos temos a mesma capacidade, e nos diferenciamos por crescer através de diferentes padrões. Nem todos temos capacidade para ser o primeiro executivo de uma companhia! Contudo, nossa capacidade potencial será sempre maior ao longo do tempo, independente de escolaridade, treinamento ou MBA.

A vida é suficientemente estimulante para que um organismo encontre desafios que estimulem sua capacidade.

Nosso sistema de avaliação nos permite avaliar :

1. Capacidade Potencial Atual
Nível máximo de complexidade que uma pessoa pode assumir na fase atual de seu desenvolvimento;

2. Capacidade Atual Aplicada
Nível de performance atual de uma pessoa, influenciado pela possibilidade de usar ou não toda a sua capacidade atual, pelos seus conhecimentos hábeis ou competências e pelo quanto valoriza o que está fazendo. Esta capacidade pode ser igual ou menor que a Capacidade Potencial Atual;

3. Capacidade Potencial Futura
O nível máximo de complexidade que uma pessoa poderá vir a atuar.

OBJETIVOS DE UMA ANÁLISE DE POTENCIAL

Para as Organizações

Alinhar estrutura e pessoas
Quando integramos níveis de complexidade do trabalho com capacidade, estamos falando de um modelo orientado para a alavancagem da performance de uma Organização.
Neste sentido a Análise de Potencial deve ser um sistema capaz de estabelecer a estrutura organizacional, através de estratégia, de alinhamento de pessoas e suas competências e capacidades.
Um sistema que permite que a Empresa avalie como se organiza, como discute seus níveis de trabalho, como alinha logicamente os seus diferentes desafios frente as capacidades das pessoas, buscando o pleno uso da inteligência coletiva.

Configurar um mapa
Que permita a Empresa "enxergar" o potencial humano e os padrões de crescimento das capacidades ao longo do tempo. Isto significa que a empresa passa a atuar de maneira planejada com seus recursos humanos: desde seleção planejada - de trainees a executivos - sucessão, reversão de padrões de desempenho, descoberta de talentos para funções de inovação, carreiras internacionais, entre outros.

Para os Indivíduos

Alinhamento entre capacidade e complexidade do trabalho
Uma das maiores fontes de stress é a falta de sintonia entre capacidade e desafio do trabalho. Quando as pessoas estão "fora de fluxo" (capacidade e complexidade não integrados), existem perdas para a empresa - decisões impróprias, desperdícios, adiamentos - como também para a pessoa - ansiedade, frustração ou apatia e somatização.

Condução da própria carreira
O auto conhecimento é ainda um dos melhores remédios para a felicidade pessoal. Conhecer o próprio potencial é um benefício. Entender o desdobramento do potencial ao longo do tempo nos permite antecipar fases de transição.
Ao longo do tempo nossa capacidade se desdobra e transita de um nível para outro de complexidade.
Cada mudança no nível de complexidade faz com que nossa visão de mundo se modifique, se transforme, e busquemos outros desafios. E precisamos estar preparados para as transições, refletindo sobre nossos valores e possibilidades.
Aqui a Análise de Potencial tem um caráter essencialmente educativo. Saber reconhecer os próprios limites é sabedoria.
O discurso - enganoso - de que todos temos que ser empreendedores, falar 4 ou 5 idiomas, ser um "Leonardo da Vinci", parece-nos que traz mais ilusão, do que auxilia as pessoas com relação a suas carreiras. Nem todos temos esta capacidade. Mas todos temos uma capacidade, singular, que podemos conhecer e utilizar. Em vez de se dar falsas mensagens sobre um perfil genérico, idealizado, ilusório, deveríamos investir em como saber aproveitar o potencial das pessoas, que elas de fato têm! Isto sim é desafiador. O contrário, parece-nos, é vender ilusão!

Como se avalia o Potencial?

Aplicarmos um teste único como metodologia definitiva para analisar potencial seria ir contra todos os métodos sérios de investigação psicológica e de respeito em relação ao ser humano.

O Processo de Assessment, em nossa prática, busca uma intervenção no sistema humano: alinhar estrutura organizacional, estratégia, valores e capacidade.

Portanto utilizamos uma estrutura de ferramentas que nos propicia um maior detalhamento e proporcionalmente uma maior segurança em relação aos resultados obtidos.

Para a comprovação de todos os dados coletados utilizamos o Processo Grafológico. Com a integração destas ferramentas ao Desenho e Definição de quais são as competências (conhecimentos, skills, atitudes) relevantes e ideais para o negócio da Empresa poderemos mapear e elaborar o processo de assessment.

Em casos grupais utilizamos a discussão de cases e simulações grupais além de apresentações.